Qualcomm anuncia um novo processador intermediário: Snapdragon 670

A Qualcomm incluiu um novo SoC em seu lineup: Snapdragon 670. Esse processador octa-core fundamentado no processo de fabricação de 10nm é voltado para smartphones intermediários, e fica posicionado entre o Snapdragon 660 e Snapdragon 710

A forma heterógena dos núcleos é formada por dois blocos, um deles fundamentado em 2 núcleos de subida performance (Cortex A-75 de 2 GHz), e o outro com 6 núcleos (Cortex A-55 de 1.77 GHz) para lastrar a balança, apostando na eficiência energética, totalizando 8 núcleos Kyro 360. No universal o proveito de performance comparado com o 660 é de 15%.

O chip também oferece um cache L1 de 64 KB em um cluster e 32 KB no outro. O cache L2 é de 256 KB/128 KB. O cache L3, que é compartilhado, é de 1 MB. 

A GPU é a Adreno 615, que de simetria com a Qualcomm consegue entregar 25% mais performance do que o Snapdragon 660. Em relação ao ISP, o processador de sinal de imagem, o Snapdragon 670 conta com o Spectra 250, capaz de mourejar com smartphones com um sensor de 25 MP ou duplo de 16 MP. Elementos essenciais hoje em dia porquê gravação em 4K, efeito bohek são suportados, assim porquê estabilização ótica e eletrônica, são suportados.

O Snapdragon 670 suporta também até 8 GB de RAM LPDDR4x e será capaz de entregar em 4G até 600Mbps de download e 150 Mbps de upload, graças ao modem Snapdragon X12. Todos os elementos ligados a lucidez sintético ficam na responsabilidade do DSP Hexagon 685.

O chip também consegue trabalhar com telas nas resoluções 18: 9 e 19: 9 com solução Full HD + ( 2220 x 1080 pixels). Há compatibilidade com a tecnologia de carregamento rápido Quick Charger 4+ (0% a 50% em 15 minutos) e as tecnologias de áudio Aqstic e aptX.

A expectativa é que os primeiros smartphones embarcados com o Snapdragon 670 sejam lançados até o início de 2019. 


Siga o Hardware.com.br no Instagram


Criado oficialmente pelo site Financiamentolegal seu site de notícias.

Leave a Comment